5 Minutos de História: A Física

Setembro 19, 2017/Blog

Início: A física começa em Mileto (Ásia Menor), por volta do séc.V a.C., quando certos homens começaram a questionar-se sobre como é que o mundo se criou, sobre o que é que o compõe, como é que está ordenado e porque é que os fenómenos naturais ocorrem. Durante milhares de anos os seres humanos tinham respondido a estas questões invocando espíritos, divindades, criaturas imaginárias e mitológicas, etc., e foi em Mileto que um grupo de homens começou a procurar uma nova maneira de olhar para o mundo. Estes homens perceberam que usando a observação e a razão, em vez de procurar respostas na fantasia dos mitos ancestrais, é possível ir corrigindo a forma como vemos as coisas e descobrir novos aspetos da realidade que estão escondidos do senso comum.

Como funciona: A ciência é feita de experimentos, hipóteses, equações, cálculos e longas discussões, mas tudo isto são só instrumentos, ferramentas que estão ao nosso alcance; A ciência é uma forma de ler o mundo que vai ampliando gradualmente o nosso ponto de vista; Os nossos sentidos apenas nos revelam sombras do que será o mundo físico e, se tentarmos ver para lá das sombras, ficamos confusos porque não estamos acostumados a pensar de uma forma que possibilite vermos novas regiões de realidade; Foi Demócrito, no séc.V a.C. que fez a primeira tentativa que se veio a provar correta em relação ao mundo físico: o universo é constituído por um espaço infinito onde inúmeros átomos se movem; Depois dele, Ptolomeu, Copérnico, Kepler, Galileu, Newton, Einstein e vários outros homens perceberam que a realidade não é aquilo que vemos e que as suas estruturas estão escondidas numa dança de átomos que hoje é explicada através da “Teoria da Relatividade Geral” e da “Teoria dos Quanta”; E para percebermos estas teorias precisamos de perceber o que é a física;

A Física: A Física é a ciência que estuda o que está para além das sombras; Em termos físicos, a realidade é uma rede de eventos granulares, a dinâmica que os conecta é probabilística e entre um evento e outro, o espaço, o tempo, a matéria e a energia derretem-se numa nuvem de probabilidades; Para compreendermos o mundo físico que nos rodeia temos que aceitar que grande parte dele é invisível; Que a matemática explica a maioria dos eventos que acontecem; Que não existe alto ou baixo, largo ou fino, por cima ou por baixo; Que Kant estava errado e o tempo e o espaço não são conhecimentos sensíveis a priori; Que o tempo não existe como estamos habituados a concebê-lo e o espaço não está vazio como os nossos sentidos nos mostram; Para muitos de nós este mundo constituído por partículas atómicas é completamente ininteligível, mas para os cientistas que conseguem perfurar a superfície do que vemos ele explica, cada vez melhor, de que é feita a realidade que nos rodeia; E quanto mais descobrimos acerca da realidade física, mais entendemos que o que ainda não sabemos é maior do que o que conhecemos;

Teresa Rolla

TeresaRolla.com